• Atendimento a Clientes

Balanço de 2015 e perspectivas para 2016

O balanço de 2015 ficou negativo para grande parte das empresas em operação no Brasil, independente de seu setor de operação. Porém, não acredito ser justo dizermos que os resultados, com uma ampla visão e mais estratégica do negócio, foram negativos. Ao meu ver, o cenário de 2015 contribuiu muito para o aprendizado de todos nós. Valeu para termos consciência da importância de nossas decisões, como, por exemplo, pelo direito a voto e escolha dos governantes. Neste caso específico, espero que as experiências vividas nos últimos anos com o descaso com o erário público tenham valido para para influenciar suas escolhas. Valeu para aprendermos que toda ação tem consequências, que muitas vezes podem tardar a serem percebidas, mas o universo garante que, no momento correto, elas sejam percebidas. Valeu também para mostrar o poder de nosso país, pois com tanto dinheiro desviado, você já imaginou o cenário em que ele teria sido empregado como deveria, para melhoria das condições básicas dos brasileiros? Se tivéssemos, por exemplo, empregado todo o dinheiro desviado de obras públicas, para sua execução com qualidade? E as melhorias no cenário da saúde e educação, base de qualquer país para que tenha um futuro promissor? 



Acredito que, de fato, a maior perda que tivemos nestes últimos anos, foi a de desmoronamento de valores, como integridade, ética e retidão, ou seja, de que é possível ser correto e prosperar pelo trabalho honesto. Infelizmente, quando vemos tanto contra-exemplos, temos que tomar muito cuidado para não nos deixarmos contaminar. Afinal a construção de valores sólidos é realizada pela educação e bons exemplos, que neste caso não tem sido nada positivos. Ao meu ver, as experiências que vivemos em 2015, se foram realmente aproveitadas para a evolução do povo brasileiro, apesar do preço alto, o balanço pode ser considerado positivo, uma vez que, neste caso, reverteríamos a “perda" em “investimento” para um futuro melhor.

Agora em termos de perspectivas, acredito que 2016 poderá ser melhor ou pior que 2015. Dependerá de como você responderá às experiências de 2015 e como absorveu o aprendizado. Se você aproveitou para revisar sua proposta de valor, estruturar melhor sua operação,  ouviu seu cliente e propôs melhorias, revisou suas despesas & investimentos, melhorou processos e tudo mais, acredito que seu ano será melhor que 2015. Porém, se você está entrando 2016 fazendo mais do mesmo, as chances de 2016 ser pior será muito maior. Se considerarmos o cenário político, com o pedido de impeachment na pauta do congresso, sejam quais forem as consequências, ao meu ver, elas nos levarão para um cenário melhor que 2015. Se a atual presidente for impedida de continuar no cargo, teremos grande dificuldade para nos recuperarmos rapidamente, mas ao mesmo tempo, a resposta do mercado mudará de forma positiva, com uma percepção de que as mudanças realmente estão acontecendo. Por outro lado, se ela sair vitoriosa deste processo, acredito que estará levemente fortalecida, com tempo para tomar medidas corretivas para reversão do cenário atual, até o fim de seu mandato. Ou seja, de qualquer forma, ao meu ver, o saldo será positivo, seja qual for o desfecho do processo de impeachment.

No caso de canais de vendas e distribuição de tecnologia e telecom, temos várias oportunidades que sinalizam ventos favoráveis para as empresas atuantes neste setor. Apensar da indisposição de gastar, todos nós estamos receptivos a ouvir propostas que sinalizem melhorias nos resultados, sejam eles em termos de maximização de rentabilidade, melhorias na qualidade dos produtos e serviços entregues, produtividade, competitividade e melhorias em termos da experiência de compra dos clientes com nossas empresas. Quando você consegue apresentar uma proposta de valor sustentada para seus clientes finais, com resultados mensuráveis, a verba para investimento aparece. O alerta que aponto apenas é que poderá demorar um pouco mais que o normal, ou seja, em um cenário de incertezas, o ciclo de vendas costuma ser alongado, mas os fechamentos não deixam de acontecer. 

Em termos de movimentos para 2016 e próximos anos, indicaria atenção para oportunidades referentes à terceira plataforma (mobilidade, redes sociais, big data, cloud computing), ampliação e diversificação da oferta de tecnologia como serviço, IoT (Internet of Things - Internet das Coisas), carros autônomos e seus impactos na economia, atenção para a crescente migração do orçamento de IT para LoB (Line of Business - Linha de Negócios), clientes cirúrgicos, customer experience, movimento do produto à solução e retail digital transformation. Enfim, tudo isso centrado nos benefícios que sua oferta proporciona, ou seja, em sua proposta de valor, visto que nunca se falou tanto em valor agregado como no momento atual. Portanto, 2016 poderá ser melhor ou pior que 2015. Qual sua escolha?

#RoccatoInfluencer #DirectChannel

Contact us

Brazil:

Rua Barão do Triunfo, 88 - Conj. 908

São Paulo  SP  04602-000

Phone +55 11 3294 9400

Sending the form formalizes your acceptance of the terms of use and privacy of the site

Copyright©2018 -All rights reserved for Direct Channel® Group- São Paulo - Brazil - +55 11 3294 9400

Privacy Policy